O Marketing pessoal é necessário?

9788560874026

Sou trabalhador, ambicioso e me saio bem no que proponho a fazer, será que mesmo assim preciso do marketing pessoal para subir na vida? Claro que sim!
As pessoas que nasceram depois da década de 40 estão inseridas na maior explosão populacional da história. Sob essa ótica o mais indicado é manter uma vantagem competitiva, para quem deseja sobressair-se profissionalmente.
Mas afinal, quem é que determina a sua carreira? Quem tem o comando? Espero que a sua resposta seja a esperada, ou seja, você mesmo deve comandar a sua própria carreira. Deve ter metas, compromissos, para que o resultado a longo prazo,seja positivo. O imediatismo muitas vezes se torna negativo. Planejar, com paciência traz melhores resultados. E o marketing pessoal é assim, um trabalho feito a longo prazo. O que é feito hoje dará suporte e apoio a decisões futuras.
Percebemos pessoas que já nascem um exímio marqueteiro. São aqueles que sobressaem em suas carreiras e se tornam brilhantes!
Segundo Jeff Davidson em seu livro Faça o seu Marketing Pessoal e Profissional, “ O segredo é simples, desenvolver a habilidades que farão de você um profissional de classe e, então, divulgar tais habilidades para conquistar o respeito e o sucesso merecido.”
Mas em relação a um político, como esse deve desenvolver e manter esse marketing? Em meio a esse turbilhão de informações e a velocidade com essa circula, o político hoje mais do que nunca deve ter essa preocupação na construção de uma imagem marcante perante aos seus eleitores de forma estratégica.
Por um lado o uso da razão, por outro o uso da sedução que constrói a imagem do candidato de forma fascinante, pois manipula imagens que convencem pela estética, pelo encantamento e pela emoção.
Para Nimmo, “Os cidadãos acabam tendo laços emocionais mais fortes com as figuras políticas, assuntos, acontecimentos, do que laços racionais.” (Nimmo, apud, SOARES, 1996, p. 150). Para o autor, esses laços afetivos mais fortes, decorrem do fato de que para as pessoas, o conteúdo cognitivo da política surge depois da impressão afetiva, o que remete a formação de opiniões respondendo mais as características pessoais do que à sua experiência política.

Encontrei um artigo interessante sobre esse assunto e nele os autores Ada Guedes Bezerra e Fábio Silva, discorrem sobre esse tema de forma clara e interessante. Entre outras coisas eles afirmam que: “O sucesso de um político, na sociedade contemporânea depende diretamente da visibilidade pública e repercussão positiva de sua imagem no cenário público. Na prática do marketing político, toda e qualquer mensagem precisa ser meticulosamente planejada, isso se estende também ao discurso desde as palavras utilizadas, como a tonalidade destas, a gesticulação e expressão facial do candidato.”

Resumindo, Marketing Pessoal passa por treinamento, atitude, relacionamento, propaganda e, principalmente, desenvolvimento contínuo.

Nas palavras de Tom Peters: É simples. Você é responsável. Não existe um caminho único que leva ao sucesso. E não existe uma maneira certa. Só há uma certeza – comece hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s